Os efeitos do cloro no cabelo: saiba como evitá-los

Quem pratica natação ou frequenta piscinas com certa regularidade precisa saber sobre os efeitos do cloro no cabelo.

Somente de frequentar piscinas durante o verão você já pode notar que o cabelo muda bastante. Imagine, então, para quem tem contato regular com a água clorificada, tão característica das piscinas.

Essa pergunta é bastante frequente em meu consultório e também em minhas redes sociais. Por isso, resolvi trazer o assunto para o blog.

Continue até o final para saber por que os efeitos do cloro no cabelo são tão fortes e como você pode evitá-los.

O que o cloro faz com os cabelos?

É comum ouvir reclamações sobre os cabelos após iniciar a prática de natação, principalmente vindas de mulheres.

A água da piscina costuma ser tratada com sulfato de cobre, além do cloro, que é também responsável por agredir os cabelos. Os fios mais porosos são os que mais sofrem com os efeitos do cloro nos fios.

Também é devido ao sulfato de cobre que os cabelos ficam com aspecto esverdeado. Isso fica visível nos cabelos mais claros, embora os escuros também sofram com o depósito dessa substância.

Por isso, recomendo que você proteja seu cabelo antes de adentrar a piscina.

Protegendo os fios

Para prevenir os efeitos nefastos do cloro e do sulfato de cobre, existem medidas simples que você pode tomar. Usar creme nos cabelos é a primeira dica, já bastante conhecida. Vale a pena repetir porque é, de fato, eficiente ao fechar as cutículas. Pode usar o creme do estilo leav-in de sua preferência.

A segunda dica é bem menos popular, porém, igualmente eficiente. Sabe o chuveiro por onde você passa antes de entrar na piscina? Você pode lavar os cabelos ali. A própria água sem tratamento pode fechar as cutículas dos fios e blindá-los de tanta agressão.

Leia também: Síndrome do cabelo impenteável: curiosidade sobre cabelos armados.

E se o cabelo já sofreu com o cloro?

Se os seus cabelos já sofreram os efeitos da água da piscina, saiba que é possível recuperar com um item que você já tem na sua casa.

O molho de tomate conta com dois fatores que muito auxiliam na reparação desse fio. O primeiro fator é a sua coloração vermelha, que tem efeito matizador nos fios esverdeados.

O segundo é a sua acidez. A característica mais ácida do tomate ajuda as cutículas do cabelo a fechar.

Outros itens interessantes para fechar as cutículas dos fios são o leite morno e o vinagre de maçã. São dicas caseiras simples que podem amenizar os efeitos do cloro no cabelo.

Eu espero que este artigo ajude você a cuidar dos seus fios sem deixar de lado essa prazerosa e benéfica atividade que é a natação.

Para saber mais, assista ao vídeo abaixo e aproveite para se inscrever em meu canal do YouTube.


Dr. Lucas Fustinoni

Ajuda pacientes em consultório a recuperarem a autoestima e a confiança de que podem, sim, ter a barba e os cabelos que desejarem com um tratamento seguro, adequado e eficiente.

Calvície: será que não tem solução?

Fechar Menu