Maconha é bom para o cabelo? Saiba a verdade

Você já ouviu falar que maconha é bom para o cabelo?

A questão referente a cannabis para uso medicinal está em alta. Diante de inúmeras hipóteses, estudos científicos são realizados para descobrir a real ação dessa planta em determinadas áreas da saúde.

Se você já ouviu que maconha é bom para o cabelo e ficou na dúvida, chegou a hora de saber o que os estudos científicos demonstram a respeito.

Entre tantas pesquisas, algumas delas ficaram focadas na área da tricologia. É importante ressaltar que o ponto chave não é fumar maconha, mas sim usar a cannabis de outras formas.

Quer saber se esse uso traz alguma vantagem? Continue até o final para saber os efeitos da cannabis no couro cabeludo.

Efeitos da cannabis para o couro cabeludo

Um artigo publicado neste ano (2019) no Congresso Americano de Dermatologia, em Washington, trouxe algumas considerações sobre os efeitos da cannabis para o couro cabeludo.

Os receptores canabinóides desencadeiam vários efeitos no organismo. Os benefícios na área dos cabelos estão principalmente ligados à melhora da dor crônica e da coceira.

Além disso, o uso da cannabis está altamente relacionada a redução da inflamação do couro cabeludo. A inflamação é uma das principais causas da calvície e da queda de cabelo.

Esses fatores beneficiam bastante o crescimento dos cabelos, pois diminuem a liberação de hormônios prejudiciais ao crescimento e também a agressão aos fios.

Mas, o uso de cannabis não tem apenas impactos positivos. A seguir, veja como o uso de cannabis pode ter efeitos negativos para os seus cabelos.

Desvantagens da cannabis

Apesar de oferecer alguns benefícios, o uso de cannabis também pode prejudicar o couro cabeludo em alguns aspectos. O primeiro impacto negativo é diminuir a velocidade do crescimento do cabelo.

Isso ocorre devido a apoptose, no caso, a morte das células. Embora toda célula do organismo nasça programada para morrer, a cannabis acelera esse processo de autodestruição celular.

Por afetar diretamente as células-tronco, que são embrionárias, também reduz a proliferação celular. Assim, os fios crescem menos por prejudicar a raiz dos cabelos.

Quero ressaltar que, ao falar da cannabis, não me refiro a fumar maconha, mas sim ao uso medicinal da substância. São situações bastante diferentes e você não deve confundir.

Já falei aqui sobre o impacto do tabagismo na queda de cabelo. São assuntos completamente diferentes!

Meu conselho para você que está sempre em busca de métodos alternativos para melhorar a saúde e a aparência dos cabelos é procurar por informações científicas. O uso desse tipo de medicamento só pode ser feito sob prescrição médica.

Apenas o seu médico pode receitar os medicamentos e tratamentos adequados ao seu tipo de problema relacionado ao cabelo.

Espero que este artigo ajude você a entender por que o comentário que “maconha é bom para o cabelo” é tão cheio de controvérsias. 

Para saber mais, assista ao vídeo abaixo e aproveite para se inscrever em meu canal do YouTube.

Dr. Lucas Fustinoni

Ajuda pacientes em consultório a recuperarem a autoestima e a confiança de que podem, sim, ter a barba e os cabelos que desejarem com um tratamento seguro, adequado e eficiente.

Calvície: será que não tem solução?

Fechar Menu